PIX Saque e PIX Troco – Tudo o que você precisa saber sobre as novas modalidades PIX

PIX Saque e PIX Troco – Tudo o que você precisa saber sobre as novas modalidades PIX

Tempo de leitura: 5 minutos

O PIX foi criado com o objetivo de agilizar as transações financeiras. Antes da implantação do sistema pelo Banco Central, em novembro de 2020, as transferências financeiras entre instituições eram limitadas às modalidades DOC e TED, nas quais as transferências de valores entre instituições não ocorrem de forma imediata.

A chegada do PIX mudou esse cenário. O sistema permite realizar transações bancárias de forma imediata 24 horas por dia, 7 dias por semana. Somada ao fato de que na maior parte das instituições financeiras o PIX não é tarifado, logo ele tornou-se um sucesso, sendo cada vez mais utilizado no dia a dia.

Com a grande aceitação da população brasileira ao novo sistema de transferências, o Banco Central anunciou recentemente a chegada de duas novas modalidades para o sistema: o PIX Saque e o PIX Troco, que passam a valer a partir do dia 29 de novembro de 2021.

Quer entender melhor como essas novidades vão funcionar e tirar as principais dúvidas sobre elas? Vem com a STWBrasil que a gente te conta tudo o que você precisa saber sobre o PIX Saque e PIX troco.

Conhecendo as novas modalidades de PIX: PIX Saque e PIX Troco

Compreender as novas modalidades de PIX, que passarão a valer no final de novembro de 2021, PIX Saque e PIX Troco, é essencial para que você possa fazer o melhor uso dessas opções, com toda segurança.

Confira abaixo como funcionará cada uma das modalidades.

PIX Saque

pix saque

Quem é mais velho deve se lembrar de que até poucas décadas atrás, era comum solicitar a troca de cheques em estabelecimentos comerciais por papel moeda. Era um tipo de saque informal, baseado na confiança, muito utilizado em um momento onde o dinheiro físico ainda era a principal forma de pagamento e existiam poucos caixas eletrônicos.

O PIX Saque é um resgate dessa prática utilizando a tecnologia para formalizar e trazer segurança a essas transações.

Como vai funcionar na prática

Funcionará assim: qualquer pessoa poderá ir até um estabelecimento que aderir ao programa, realizar a transferência via PIX através do código do comerciante e receber o valor em papel moeda.

Essa transação se encaixa nas mesmas regras de saque via caixa eletrônico para a cobrança de tarifas. Ou seja, até oito saques por mês, em qualquer modalidade, não há cobrança de tarifas sobre a operação – para pessoas físicas.

Para o cidadão o PIX Saque é um facilitador, que permite contar com dinheiro físico mesmo se estiver distante de um caixa eletrônico. Já para os estabelecimentos comerciais, o programa permite operar com menos papel moeda em caixa, o que torna esses locais menos atrativos para criminosos, além de garantir um cashback por cada transação realizada.

Sim! Ao aderir ao PIX Saque o comerciante aumenta a segurança de seu negócio e ainda recebe uma compensação financeira pelo serviço de intermediação. Esses valores não são definidos pelo Banco Central e devem ser negociados diretamente com o banco do comerciante.

PIX Troco

pix troco

O PIX Troco funciona de forma similar a modalidade de saque, com a diferença que aqui o indivíduo realiza a compra de um produto no estabelecimento, transfere via PIX um valor acima do designado pelo comerciante e recebe a diferença em dinheiro.

Apesar da similaridade entre as modalidades, é importante reforçar que essas são transações diferentes entre si e deverão ser realizadas nas ferramentas próprias de cada uma delas.

Principais dúvidas sobre PIX Saque e PIX Troco

  • Os comerciantes poderão escolher participar de apenas uma das modalidades ou apenas as duas em conjunto?

O Banco Central prevê que os estabelecimentos comerciais poderão optar por aderir ao PIX Saque, PIX Troco, ambos ou nenhum deles.

  • Qual o limite diário para essas transações?

Por uma questão de segurança, o Banco Central limitou as transações de PIX Saque e PIX Troco ao valor máximo de R$ 500,00 por dia. Além disso, após as 20hs, o valor do saque é limitado a R$ 100,00.

  • Esses limites estabelecidos podem ser alterados pelo lojista?

Sim. Embora não seja possível aumentar esse limite, o Banco Central confere ao lojista a possibilidade de diminuir esses valores.

  • Os donos do comércio vão querer tirar dinheiro do seu caixa?

Essa é uma questão sem uma única resposta, uma vez que a decisão é individual e intransferível. Contudo, para muitos é interessante trabalhar com menos dinheiro em caixa por uma questão de segurança. Além disso, o cashback é um estímulo à adesão.

  • O comerciante precisa aumentar o dinheiro em caixa para atender o PIX Troco e PIX Saque?

Não. Nenhum estabelecimento é obrigado a aderir ao PIX Saque ou o PIX Troco.

  • Caso o meu PIX Saque ou PIX Troco seja utilizado por criminosos, o banco é obrigado a ressarcir esse valor?

Ainda não existe um entendimento sobre essa questão. Hoje, contudo, vítimas de roubos de celulares que comprovam que os bandidos utilizaram o dispositivo para realizar transferências via PIX, vem conseguindo a devolução de valores junto a sua instituição financeira.

Ainda tem dúvidas sobre PIX Saque e/ou PIX Troco?

E você? Tem alguma dúvida sobre o PIX Saque ou PIX Troco? Conta para a gente nas redes sociais da STWBrasil que até o dia 29 de novembro vamos falar mais sobre esse assunto para você aproveitar toda a comodidade das soluções com a máxima segurança.

Até a próxima! 

Facebook Comments
Facebook Comments